História da SBDP

Fundada em 1993, a Sociedade Brasileira de Direito Público – sbdp é uma entidade científica não governamental e sem fins lucrativos que foi pensada por um grupo de professores, liderado por Carlos Ari Sundfeld, com a proposta de realizar estudos avançados e pesquisas de ponta em direito público, a partir de uma metodologia de ensino jurídico inovadora.

Buscando compreender as dificuldades sociais e políticas enfrentadas pelo Estado contemporâneo, a sbdp foi pioneira na pesquisa multidisciplinar do direito público ao incentivar o estudo de suas interfaces com outras áreas como política, economia, sociologia e arte. Dessa forma, a sbdp se consolida no cenário nacional como um respeitado centro de estudo desse ramo do direito, visando a sua divulgação e aprimoramento através de cursos, seminários, congressos, publicações e incentivo à pesquisa.

Ao longo de sua trajetória, a sbdp já promoveu mais de 310 cursos em sua sede, realizando cursos permanentes em direito administrativo, constitucional e econômico; teoria e filosofia do direito; direito da cidade e legal english, além de cursos de média e curta duração, seminários e palestras sobre questões e pesquisas inovadoras na área.

Entre os destaques da atuação da sbdp está o seu pioneirismo no oferecimento de cursos sobre PPP, RDC, TELECOM, infraestrutura e atualizações legislativas, concretizando-se na organização, em 2004, em parceria com a Escola de Direito da Fundação Getúlio Vargas, do Seminário Parcerias Público-Privadas, que culminou na publicação da obra mais completa no Brasil sobre o tema. O lançamento dessa pesquisa representa uma importante contribuição da instituição no fortemente do estudo do direito administrativo brasileiro e na renovação do pensamento jurídico da época.

Outro destaque do trabalho da sbdp nesses mais de 20 anos de história é na área de justiça constitucional, que se consolidou a partir de 1998, com o surgimento da   Escola de Formação- EF , um centro de estudos e pesquisas para o aprimoramento intelectual e científico dos graduandos em direito, que adota um método participativo de ensino focado na leitura e na análise da jurisprudência do STF. Em continuidade ao trabalho desenvolvido pela EF, originaram-se duas outras iniciativas de pesquisa: o  Observatório do STF , uma plataforma de dados sobre a jurisprudência do STF que serve de base para a realização de trabalhos acadêmicos sobre o órgão, fornecendo elementos para a análise crítica de suas decisões; juntamente com a criação, a partir de 2004, do projeto  sbdp Extramuros,um núcleo de pesquisas voltado ao estudo do STF e da jurisprudência constitucional com o objetivo de estimular e apoiar jovens pesquisadores no desenvolvimento de projetos de pesquisa e de reflexão teórica sobre o assunto.

Seguindo sua vocação como polo permanente de estudo, pesquisa e ensino do direito público, a história da sbdp esteve estritamente ancorada na busca pelo diálogo e troca de conhecimento com entidades externas. A sbdp firmou parceria com o Gabinete Cultural, na organização e realização dos cursos; com os portais Migalhas e Última Instância, na divulgação de cursos e seminários, e publicação de artigos; com a Associação Brasileira de Jurimetria (ABJ), Direito GV, Conectas Direitos Humanos e Instituto de Direito Aplicado (IDA-Brasília).

Atualmente, a sbdp tem focado na aproximação com entidades acadêmicas das principais faculdades de Direito da cidade de São Paulo, com o intuito de promover o diálogo constante com os estudantes. Os atuais parceiros estudantis da sbdp são: o Centro Acadêmico João Mendes Jr, da Faculdade de Direito do Mackenzie; o Diretório Acadêmico Carlos Alberto Bittar, da Faculdade de Direito da FAAP, o Centro Acadêmico XI de Agosto, da Faculdade de Direito da USP e a Atlética XI de Agosto.

Além da aproximação com as entidades estudantis, a sbdp também busca parcerias com escritórios, levando uma metodologia inovadora do ensino jurídico para dentro das instituições, por meio do oferecimento de cursos in-company ou pelo estabelecimento de convênios que incentivem a participação de funcionários nas atividades da sbdp

CURSOS

Quar

09

Ago

2017

Escola de Formação Pública 2017 - 2º semestre

Coord: Guilherme Forma Klafke

quartas e sextas, das 14h00 às 16h00