Monografias

Este material pode ser reproduzido desde que citadas a fonte e as
referências bibliográficas de acordo com as normas vigentes.


Título Análise do Julgamento da Repercussão Geral nos Recursos Extraordinários
Autor Marina Cardoso de Freitas
Ano 2009
Orientador André de Albuquerque Cavalcanti Abbud
Palavras-chave Recurso extraordinário; requisito de admissibilidade; repercussão geral
Acórdãos citados RE 601220,RE 598468, RE 597673, RE 593849, RE 596177, RE 597285, RE 598572, RE 586453, RE 596478, RE 601384, AI 762146, RE 593727, RE 596286, RE 587108, RE 593824, RE 598085, RE 587970, RE 597994, RE 594996, RE 596152, RE 597133, RE 595107, RE 595838, RE 597389, RE 584388, RE 593068, RE 586789, RE 596701, RE 596962, RE 598099, RE 597270, RE 597362, AI 712743, RE 593443, RE 597154, RE 590415, RE 594435, RE 568645, RE 576321, RE 591085, RE 586224, RE 572921, RE 582019, RE 590260, RE 590809, RE 590871, RE 594296, RE 589998, RE 590751, RE 594116, RE 590409, RE 591054, AI 698626, RE 572499, RE 578801, RE 591470, RE 580264, RE 581160, RE 591340, RE 592616, RE 566349, RE 578812, RE 583523, RE 591563, RE 585235, RE 591033, RE 587008, RE 590880, RE 583712, RE 590186, RE 591068, AI 715423, RE 579431, RE 580108, RE 582650, RE 585702, RE 586693, RE 583955, RE 584100, RE 587365, RE 586482, RE 567935, RE 573232, RE 567948, RE 565886, RE 564354, RE 576847, RE 572052, RE 575089, RE 575093, RE 576967, RE 579648, RE 582525, RE 577302, RE 577494, RE 579951, RE 562051, RE 566032, RE 570680, RE 572884, RE 573540, RE 576155, RE 576464, RE 578695, RE 579167, RE 562980, RE 575144, RE 563965, RE 572762, RE 573202, RE 573675, RE 573872, RE 576189, RE 576920, RE 577025, RE 567801, RE 569056, RE 567454, RE 565048, RE 566622, RE 568396, RE 570122, RE 560900, RE 563708, RE 567110, RE 567985, RE 568647, RE 570392, RE 570908, RE 565714, RE 562045, RE 565160, RE 565089, RE 564132, RE 561574, RE 561158, RE 564413, RE 567932, RE 570177, RE 560626, RE 561836, RE 566471, RE 561908, RE 559943, RE 559607, RE 591874, RE 592905, RE 592396, RE 593818, RE 586068, RE 585535, RE 583834, RE 568596, RE 566259, AI 754008, AI 731954, AI 743881, AI 743833, AI 752633, AI 758019, AI 764703, RE 579073, AI 759421, RE 584737, AI 742460, AI 747522, RE 599903, AI 729263, RE 598365, RE 582504, RE 592321, RE 593919, RE 583747, RE 584536, RE 584608, RE 593388, RE 592111, RE 592730, RE 571184, RE 592658, RE 578635, RE 586166, RE 589490, RE 585740, RE 559994, RE 584573, RE 584186, RE 561994, RE 576336, RE 573181, RE 578657, RE 570532, RE 579720, RE 565713, RE 570846, RE 570690, RE 562581, RE 556385, RE 565138, RE 565506, RE 565653, RE 566198, RE 568657, RE 576121, RE 575526
Resumo da Monografia


Na tentativa de conter a sobrecarga de trabalho do Supremo Tribunal Federal, o Poder Constituinte Derivado, em meio à reforma do judiciário realizada pela Emenda Constitucional n° 45/2004, instituiu mais um pressuposto de admissibilidade aos recursos extraordinários: a repercussão geral. Trata-se de mecanismo de filtragem recursal que procura minimizar o número de processos recebidos pela Corte com o objetivo de que apenas os recursos com verdadeira dimensão alcancem o STF. As estatísticas do STF demonstram uma grande redução no número de processos distribuídos no STF a partir da implementação do instituto. Em contrapartida, o número de matérias com repercussão geral conhecida é quase três vezes superior ao número de matérias consideradas sem repercussão geral. O presente trabalho pretende analisar como os Ministros do STF estão aplicando esse instituto e quais os tipos de matérias que estão sendo filtradas. Também busca-se verificar qual a consistência das decisões dos ministros a esse respeito e em que medida a repercussão geral é a responsável pela redução no número de processos ocorrida a partir de sua implementação.